Alternativas Éticas™®

“Os Experimentos em Animais ATRASAM o progresso da ciência”

KNORR – Testes em animais Março 14, 2010

Filed under: alimentação,empresas,knorr,produtos,substituição,testes — мαℓυ™® @ 23:34

Estamos na vanguarda das novas investigações para substituição dos testes em animais.



Testes em animais

Temos um compromisso para eliminar os testes em animais do nosso negócio e a vasta maioria dos nossos produtos chega aos consumidores sem qualquer teste dos seus ingredientes em animais.
Na Unilever há procedimentos estrito que garantem que só recorremos a esses testes quando não há alternativa. Estamos a investir em soluções alternativas para avaliação da segurança dos nossos produtos para o consumidor.

O nosso ponto de vista

A maior parte dos nossos produtos chega aos consumidores sem qualquer teste dos seus ingredientes em animais. O nosso compromisso em eliminar os testes em animais é reforçado pelo trabalho levado a cabo pela Unilever desde 1980, para o desenvolvimento e utilização de alternativas aos testes em animais, incluindo novas abordagens da avaliação de risco, modelação biológica e computacional, e métodos de obtenção de dados sem o recurso a animais.
Desde 2004, a Unilever investe mais de 3 milhões de euros por ano num programa de investigação inovador que não recorre a animais para garantir a segurança dos consumidores. A estrutura conceptual para garantia de segurança baseia-se na prevenção dos riscos em vez da sua posterior eliminação. Isto quer dizer que antes de começarmos a testar novos produtos, todos os dados disponíveis são avaliados (incluindo níveis de exposição e tipos de ingredientes) para estimar o nível de risco que pode ser atribuído a cada ingrediente individualmente antes da sua utilização. Nesta etapa do processo, tais procedimentos podem suprimir a necessidade de testes em animais.
Fizemos bons progressos no desenvolvimento de processos que não recorrem aos testes em animais para a avaliação dos riscos de alergias na pele. Em 2008, apresentámos e publicámos os nossos resultados e continuamos a trabalhar com grupos internacionais de investigação e companhias de seguros para partilhar a nossa experiência e encorajar a aceitação desta nova abordagem. Por exemplo, em Novembro do ano passado, apresentámos na reunião anual do “European Partnership for Alternative Approaches to Animal Testing (EPAA)” a abordagem desenvolvida relativamente aos riscos de alergias e cancro da pele. Neste evento, a Unilever ganhou o prémio de “Best Industry Poster”.

A nossa política

A Unilever está empenhada na eliminação dos testes em animais. Estamos igualmente a esforçar-nos relativamente à segurança e saúde dos consumidores, dos nossos colaboradores e do ambiente. Quando alguns testes são inevitáveis ou exigidos por lei, esforçamo-nos por minimizar o número de animais utilizados.
Na sequência destes objectivos, a Unilever realiza um controlo interno dos procedimentos para assegurar que os testes em animais só são realizados quando não há nenhuma outra alternativa disponível. Por outro lado, investe no desenvolvimento e aplicação de alternativas para substituição dos testes em animais nas avaliações de segurança dos produtos.
Através da adopção destas medidas, fazemos progressos na eliminação dos testes em animais e reduzimos o número de testes para mínimos absolutos. Garantimos transparência quer em relação à utilização de animais, como em relação aos progressos alcançados através do desenvolvimento de abordagens alternativas.

Como actuamos

Na Unilever, a não utilização de testes em animais é a regra sendo a sua utilização a excepção. Antes da realização de qualquer teste em animais, os procedimentos de controlo interno da Unilever obrigam à certificação, por um Alto Quadro da empresa, da inexistência de outra alternativa. A Unilever não realiza testes em animais nem os solicita a terceiros, excepto quando tal é absolutamente necessário para garantir as suas obrigações relacionadas com saúde, segurança e ambiente ou quando tal é exigido por entidades governamentais ou outros organismos oficiais. Não testamos produtos finais em animais, salvo quando tal é exigido pelas autoridades reguladoras nos poucos países em que tal determinação legal existe. Nesses casos, a Unilever tenta ainda convencer as autoridades locais a alterar a respectiva legislação.
A Unilever desenvolve produtos que contribuem positivamente para a saúde e bem-estar dos seus consumidores. Quando o desenvolvimento desses produtos exige a obtenção de novos dados relativos à sua segurança e eficácia, a Unilever recorre exaustivamente a métodos alternativos aos testes em animais e a estudos com voluntários humanos. Por vezes, razões éticas impedem a realização de testes directamente em seres humanos. Portanto, novos ingredientes podem ter que ser testados primeiro em animais. Os estudos com animais podem ter que ser efectuados para estabelecer o mecanismo de acção que suporta os benefícios de saúde desses ingredientes bem como para avaliar a sua segurança.
Reduzir e substituir os testes em animais por métodos alternativos tem sido desde há vários anos a política da Unilever. Consequentemente, reduziu consideravelmente a quantidade de testes necessários para satisfazer o seu compromisso para com a saúde e a segurança dos consumidores. A vasta maioria dos produtos da Unilever tem chegado e continuará a chegar aos consumidores sem que nenhum teste em animais tenha sido efectuado.

Investimentos na pesquisa de alternativas

Os cientistas e laboratórios da Unilever no SEAC (Safety and Environmental Assurance Centre) desempenharam um papel importante na colaboração com investigadores, outras companhias, grupos industriais (ex: Associação Europeia de Cosméticos) e na consequente aceitação de diversos métodos de avaliação da segurança dos produtos que não recorrem aos testes em animais. Estes métodos de avaliação incluem penetração cutânea, fototoxicidade, corrosão e irritação da pele. As nossas pesquisas estão geralmente focadas nos pontos-chave associados à Directiva Europeia na área de cosméticos para testar os ingredientes dos cosméticos até 2013.
A Unilever publicou mais de 200 artigos científicos sobre o desenvolvimento e implementação de alternativas para a avaliação dos riscos para a segurança do consumidor. Regularmente apresentamos as nossas contínuas investigações nesta área em conferências científicas. Em 2008, foi publicado o trabalho do SEAC sobre as alternativas à avaliação de risco para assegurar a segurança dos consumidores (alergias na pele), sem o recurso a testes em animais.

Os nossos consumidores

Trabalhamos arduamente para garantir que os nossos produtos são de qualidade e seguros, e comprometemo-nos a comunicar os seus benefícios de forma responsável.

De encontro às necessidades dos consumidores

Como líder de mercado que somos, promovemos os benefícios dos nossos produtos recorrendo a variados canais de comunicação das marcas. A publicidade tem um potencial poderoso sobre a mudança de comportamentos.
A publicidade ajuda a informar as pessoas sobre os benefícios dos nossos produtos e inovações. Esta é também uma forma de nos aproximarmos dos nossos consumidores sobre os assuntos que lhes dizem respeito. Por exemplo, a campanha de Dove sobre a “Beleza Real” quebrou estereótipos sobre a beleza; ou a campanha “Sujar-se é Bom” de Skip, que chamou a atenção para a importância de as crianças poderem brincar no exterior porque isso faz parte do seu processo de desenvolvimento e aprendizagem.
Reconhecemos também a influência que as campanhas de marketing e publicidade têm sobre os consumidores. Temos que garantir que quando desenvolvemos campanhas, adoptamos estratégias responsáveis e guiamo-nos pelos nossos Princípios de Marketing. Não dirigimos a nossa publicidade para crianças com menos de 6 anos de idade. Mais recentemente, estendemos este nosso compromisso às crianças com idades entre os 6 e os 12 anos para todos os nossos produtos alimentares, excepto os que cumprem critérios nutricionais restritos baseados no nosso Programa de Melhoria Nutricional ou que tenham o selo Minha Escolha.
Como parte do nosso compromisso de retratar imagens saudáveis da beleza, na publicidade aos nossos produtos não recorremos a modelos ou actores com magreza extrema.

A segurança do consumidor

Os consumidores confiam em nós para a promoção de produtos seguros para eles e para as suas famílias. A segurança do produto é sempre considerada na altura em que se desenha um novo produto ou processo. Dispomos de um processo independente para a aprovação da segurança de novos produtos ou tecnologias. A responsabilidade pelas decisões de aprovação está a cargo do Safety & Environmental Assurance Centre (SEAC), um centro para a segurança e ambiente, que trata mais de 10000 aprovações por ano.
Podem ocorrer incidentes quando se colocam acidentalmente no mercado produtos que não cumprem com os nossos padrões de segurança e de qualidade. Essas situações poderão ser variadas, desde defeitos de qualidade, contaminação das matérias-primas ou rotulagem incorrecta da lista de ingredientes. Nestes casos, identificamos as medidas mais eficazes para garantir a segurança do consumidor, mesmo que seja necessário retirar o produto do mercado.
Compreendemos a preocupação dos consumidores em relação à presença de determinados produtos químicos nos nossos produtos. Continuamos a trabalhar em parceria com organizações de investigação, parceiros de indústria, ONG e Entidades Reguladoras para fortalecer a confiança do consumidor nos nossos produtos e, quando apropriado, tentar encontrar ingredientes alternativos.

Logo Knorr

Anúncios