Alternativas Éticas™®

“Os Experimentos em Animais ATRASAM o progresso da ciência”

GLOSSÁRIO Março 16, 2010

Conheça os ingredientes de origem animal

Num primeiro momento, ao se tornar vegetariano, você vai se preocupar com a sua alimentação e, basicamente, com os produtos que representam as “carnes” de maneira geral, ou seja, frango e derivados, peixes e carnes vermelhas. Mas, com o tempo, e com muitas pesquisas, leitura de livros, textos especializados e – por que não? – conversas com amigos que já são vegetarianos, essa questão se torna muito mais complexa.
Um dos grandes desafios que uma pessoa que se torna vegetariana encontra é deixar de consumir todo e qualquer produto que tenha componentes de origem animal e, infelizmente, isso não quer dizer apenas deixar de comer carnes.

Há muitos componentes de origem animal que fazem parte da dieta normal da maioria das pessoas, que sequer sabem disso. Segue, abaixo, uma lista dessas substâncias. A única maneira de evitarmos o consumo desses componentes é ler todos os rótulos de todos os produtos que entram em nossa casa.
Isso pode parecer muito trabalhoso no começo – e será – mas, com o tempo, você vai se adaptar e saber quais são as marcar de produtos mais indicadas para o consumo consciente.


ALIMENTOS


Albúmen, Albumina (Albumen. Albumin.)
De ovos, leite, músculos, sangue e vários tecidos e fluídos vegetais. Usada em bolos, biscoitos, doces etc. Claras de ovos podem ser utilizados para clarear vinhos.


Ácido Esteárico (Stearic Acid.)
Gordura de vacas e ovelhas, e cães e gatos sacrificados. Na maioria das vezes se refere a uma substância gordurosa tirada do estômago de porcos. Pode provocar irritações. Usado em gomas de mascar e aromatizantes. Possui diversos derivados, como os estearatos. Alternativas: o ácido esteárico pode ser encontrado em várias gorduras vegetais, como a noz de côco.

Ácido Láctico (Lactic Acid.)
Encontrado no sangue e no tecido muscular. Também em soro de leite, cerveja, conservas, e outros alimentos produzidos através da fermentação. Usado como conservante. Alternativas: fontes vegetais, sintético.

Almíscar, Almiscareiro (óleo de) (Musk (Oil).)
Secreção seca obtida dolorosamente dos órgãos genitais do cervo almiscareiro, castor, rato silvestre e outros. Gatos selvagens são capturados e mantido em gaiolas em condições horríveis e são chicoteados ao redor dos genitais para produzir o odor. Castores são pegos em armadilhas, cervos são caçados com tiros. Usado como aromatizante. Alternativas: plantas com odor almiscarado.

Carmim, Cochonilha e Ácido Carmínico (Carmine. Cochineal. Carminic Acid.)
Pigmento vermelho obtido através da compressão da fêmea do inseto cochonilha. De acordo com o reportado, 70.000 insetos precisam ser mortos para produzir cerca de 450 gramas deste corante vermelho. Usado em biscoitos sabor morango, sorvetes de frutas vermelhas, balas vermelhas etc. Pode causar reação alérgica. Alternativas: suco de beterraba (não possui qualquer toxidade) ou simplesmente: nada. Um corante não acrescenta benefício algum aos alimentos.

Caseína, Sódio Caseinado (Casein. Caseinate. Sodium Caseinate.)
Proteína do leite. Pode ser encontrada no tofu, entre outros alimentos. Alternativas: proteína de soja, leite vegetal.


“Fontes Naturais” (“Natural Sources.”)
Pode significar fontes animais ou vegetais. Frequentemente em alimentos naturais isso significa fontes animais, como elastina, gordura, proteína e óleo animais. Alternativas: fontes vegetais.


Gelatina, Gel (Gelatin. Gel.)
Proteína obtida de pele, tendões, ligamentos e/ou ossos fervidos com água. De vacas e porcos. Usado como espessante em gelatinas de frutas e pudins. Em doces, marshmallows, bolos e sorvetes. Pode ser utilizada para ajudar no clareamento de vinhos. Alternativas: carragena, álgas (algina, agar-agar, kelp), peticina de frutas, dextrina, goma de algodão, gel de sílica. Os marshmallows originalmente eras feitos da raiz da planta altéia (marshmallow plant).

Geléia Real, Mel, Pólem, Própolis
“Ao contrário do que muitos pensam, a produção de mel também é responsável pela crueldade com animais. Muitos criadores matam as abelhas no inverno para não ter que gastar para protegê-las do frio. Além disso, para inseminar artificialmente as abelhas rainhas, é “tirado” esperma do zangão com o método cruel de esmagar suas cabeças. A decapitação gera um impulso elétrico tão forte que o animal ejacula.” – Cozinhando Sem Crueldade, pág. 214.

Glicerina, Glicerol
Substância líquida, incolor e xaroposa, que é o princípio doce dos óleos e a base dos corpos gordos conhecidos. Geralmente é produzida a partir da gordura animal. Alternativas: glicerina vegetal e sintética.

Lactose.
Açúcar do leite dos mamíferos. Alternativas: açúcar do leite de plantas.


COSMÉTICOS

Ácido Caprílico (Caprylic Acid)

Ácido líquido e gorduroso do leite de vaca ou cabra. Encontrado em perfumes e sabonetes. Possui derivados, como o Triglicerídeo Caprílico. Alternativas: fontes vegetais, como óleo de palma e de coco.


Ácidos Graxos Naturais

Pode ser composto de sebo bovino.


Ácido Esteárico (Stearic Acid.)

Gordura de vacas e ovelhas, e cães e gatos sacrificados. Na maioria das vezes se refere a uma substância gordurosa tirada do estômago de porcos. Pode provocar irritações. Usado em sabonetes, lubrificantes, velas, spray de cabelo, condicionadores, desodorantes, cremes. Possui diversos derivados, como os estearatos. Alternativas: o ácido esteárico pode ser encontrado em várias gorduras vegetais, como a noz de côco.


Álcool Cetílico (Cetyl Alcohol.)

Cera encontrada no espermacete (cetina) do esperma de baleias e golfinhos.

Alternativas: Álcool cetílico vegetal (ex: noz de côco), espermacete sintético.


Albúmen, Albumina (Albumen. Albumin.)

Proveniente de ovos, leite, músculos, sangue e vários tecidos e fluídos vegetais. Em cosméticos a albumina geralmente é derivada de claras de ovos e usada como agente coagulante. Pode causar reação alérgica.


Almíscar, Almiscareiro (óleo de) (Musk (Oil).)

Secreção seca obtida dolorosamente dos órgãos genitais do cervo almiscareiro, castor, rato silvestre e outros. Gatos selvagens são capturados e mantido em gaiolas em condições horríveis e são chicoteados ao redor dos genitais para produzir o odor. Castores são pegos em armadilhas, cervos são caçados com tiros. Usado na fabricação de perfumes. Alternativas: plantas com odor almiscarado.


Aminoácidos (Amino Acids.)

Blocos construtores de proteína em todos os animais e plantas. Usado em cosméticos, xampus etc. Alternativas: sintéticos e vegetais.


Aminoácido da Seda

“Para a produção da seda o casulo é fervido com a larva dentro. O pobre animal se contorce quando é submetido a essa morte dolorosa.”



Carmim, Cochonilha, Ácido Carmínico (Carmine. Cochineal. Carminic Acid.)

Pigmento vermelho obtido através da compressão da fêmea do inseto cochonilha. De acordo com o reportado, 70.000 insetos precisam ser mortos para produzir cerca de 450 gramas deste corante vermelho. Usado em cosméticos, pós, ruges, xampus. Pode causar reação alérgica. Alternativas: suco de beterraba (não possui qualquer toxidade).


Caseína, Sódio Caseinado (Casein. Caseinate. Sodium Caseinate.)

Proteína do leite. Usado em vários cosméticos para cabelo, máscaras para pele etc. Alternativas: proteína de soja, leite vegetal.


Cera de Abelha, Geléia Real, Mel, Pólen, Própolis

“Ao contrário do que muitos pensam, a produção de mel também é responsável pela crueldade com animais. Muitos criadores matam as abelhas no inverno para não ter que gastar para protegê-las do frio. Além disso, para inseminar artificialmente as abelhas rainhas, é “tirado” esperma do zangão com o método cruel de esmagar suas cabeças. A decapitação gera um impulso elétrico tão forte que o animal ejacula.” – Cozinhando Sem Crueldade, pág. 214.


Colágeno (Collagen.)

Proteína fibrosa, de natureza mucopolissacarídica, que é constituinte essencial da substância intercelular do tecido conjuntivo. Geralmente proveniente de animais.

Não afeta o colágeno da pele. Pode causar alergias. Alternativas: proteína da soja, óleo de amêndoas etc.


Elastina (Elastin.)

Proteína elástica, encontrada nos ligamentos do pescoço e nas paredes arteriais das vacas. Similar ao colágeno. Não afeta a elasticidade da pele. Alternativas: sintética, proteína de fontes vegetais.


Esqualeno (Squalene.)

Óleo de fígado de tubarão. Usado em hidratantes, tinta de cabelo etc. Alternativas: vegetais emolientes como azeite de oliva, óleo de gérmen de trigo, óleo de farelo de arroz etc.


Esterol (Stearyl Alcohol. Sterols.)


Uma mistura de álcoois sólidos. Pode ser obtido do óleo de esperma de baleia.

Usado em cremes, xampus etc. Possuí diversos derivados. Alternativas: fontes vegetais, ácido esteárico vegetal.


Esteróide, Esterol (Steroids. Sterols.)

De várias glândulas de animais ou de fontes vegetais. Esteróides inclui esteróis. Esteróis são álcoois de animais ou plantas (ex: colesterol). Em cremes, loções, condicionadores de cabelo, perfumes etc. Alternativas: fontes vegetais e sintéticas.


Estrogênio, Estradiol (Estrogen. Estradiol.)

Hormônio feminino obtido da urina de éguas grávidas. Usado em cremes, perfumes e loções. Possui efeito insignificante em cremes e restauradores da pele, fontes emolientes vegetais são consideradas melhores.


“Fontes Naturais” (“Natural Sources.”)

Pode significar fontes animais ou vegetais. Especialmente em cosméticos, isso significa fontes animais, como elastina, gordura, proteína e óleo animais. Alternativas: fontes vegetais.


Gelatina, Gel (Gelatin. Gel.)

Proteína obtida de pele, tendões, ligamentos e/ou ossos fervidos com água. De vacas e porcos. Utilizada em xampus, máscaras faciais, e outros cosméticos.

Alternativas: carragena, algas (algina, agar-agar, kelp), dextrina, goma de algodão, gel de sílica.


Glicerina, Glicerol (Glycerine, Glycerol)

Substância líquida, incolor e xaroposa, que é o princípio doce dos óleos e a base dos corpos gordos conhecidos. Geralmente é produzida a partir da gordura animal. Alternativas: glicerina vegetal e sintética.


Goma Laca (Shellac. Resinous Glaze.)

Excreção resinosa de determinados insetos. Utilizada em laquês para cabelo. Alternativas: cera de plantas.


Lactose (Lactose.)

Açúcar do leite dos mamíferos. Alternativas: açúcar do leite de plantas.


Lanolina e Crodalan LA (Alcool de Lanolina Acetilado)


O Crodalan LA é um derivado de Lanolina e conseqüentemente de graxa de lã, que é a matéria-prima principal para a fabricação da Lanolina. Esta graxa de lã é um resíduo obtido na lavagem da lã do carneiro, onde a lã é direcionada aos lanifícios e o subproduto (graxa) é utilizado na produção de Lanolina.

“Para aumentar o lucro, cientistas têm criado espécies de ovelhas que têm lã em demasia. Isso faz com que muitas ovelhas morram de calor no verão, enquanto outras morrem de frio no inverno depois de terem sua lã extraída.” – Cozinhando Sem Crueldade, pág. 215.


Pó de Seda (Silk Powder.)

Seda é a fibra brilhante feita pelo bicho-da-seda para formar seus casulo. Os bichos são fervidos em seus casulos para retirar a seda. Pó de seda é obtido da secreção do bicho-da-seda. É usado como corante em pós faciais, sabonetes etc. Pode causar severa reação alérgica na pele e reações sistemáticas (por inalação ou ingestão).


Progesterona (Progesterone.)

Hormônio utilizado em cremes anti-rugas. Alternativas: sintético.


Queratina (Keratin.)

Proteína insolúvel, principal constituinte da epiderme, unhas, pêlos, tecidos córneos e esmalte dos dentes. Pode ser obtida nos chifres, cascos, penas e pêlo de vários animais. Utilizada em condicionadores de cabelo, xampus, soluções para permanente. Alternativas: óleo de amêndoas, proteína de soja, óleo de amla (do fruto de uma árvore indiana), cabelo humano proveniente de salões (que iriam para o lixo). Alecrim e urtiga dão corpo e força aos cabelos.


Tirosina (Tyrosine.)

Aminoácido hidrolisado da caseína. Utilizado em cremes.


Uréia, Carbamida (Urea. Carbamide.)

Excretada da urina e outros fluídos corpóreos. Usada em desodorantes, pasta de dentes com amônia, enxaguantes bucais, tintura para cabelos, cremes para mãos, loções, xampus etc. Derivados: Ácido Úrico. Alternativas: sintéticos.


Remédios, Suplementos e Vitaminas

Aminoácidos (Amino Acids.)

Blocos construtores de proteína em todos os animais e plantas. Usado em vitaminas e suplementos. Alternativas: sintéticos e vegetais.


Esteróide, Esterol (Steroids. Sterols.)

De várias glândulas de animais ou de fontes vegetais. Esteróides inclui esteróis. Esteróis são álcoois de animais ou plantas (ex: colesterol). Usado na preparação de hormônio. Alternativas: fontes vegetais e sintéticas.


Estrogênio, Estradiol (Estrogen. Estradiol.)

Hormônio feminino obtido da urina de éguas grávidas. Usado para problemas reprodutivos, em pílulas anticoncepcionais e no Premarin, uma droga para menopausa. Alternativas: contraceptivos orais e drogas para menopausa baseados em esteróides sintéticos ou fitoesterógenos (de plantas). Sintomas da menopausa também podem ser tratados com dieta e ervas.


Gelatina, Gel (Gelatin. Gel.)

Proteína obtida de pele, tendões, ligamentos e/ou ossos fervidos com água. De vacas e porcos. Usado como espessante em gelatinas de frutas e pudins. Utilizada em cápsulas de vitaminas. Cápsulas vegetais estão disponíveis em várias companhias (ao menos nos EUA).


Geléia Real, Mel, Pólen, Própolis

“Ao contrário do que muitos pensam, a produção de mel também é responsável pela crueldade com animais. Muitos criadores matam as abelhas no inverno para não ter que gastar para protegê-las do frio. Além disso, para inseminar artificialmente as abelhas rainhas, é “tirado” esperma do zangão com o método cruel de esmagar suas cabeças. A decapitação gera um impulso elétrico tão forte que o animal ejacula.” –


Lactose.

Açúcar do leite dos mamíferos. Usado em pastilhas, remédios. Alternativas: açúcar do leite de plantas.


Progesterona (Progesterone.)

Hormônio sexual feminino. Alternativas: sintético.


ROUPAS

Cashmere.

Lã de cabra cashmere. Usada em roupas. Alternativas: fibras sintéticas.


Couro, Camurça, Couro de Bezerro, Pele de Carneiro, Pele de Jacaré, Outros Tipos de Pele (Leather. Suede. Calfskin. Sheepskin. Alligator Skin. Other Types of Skin.)

Subsídeos da indústria da carne. Usados para fazer carteiras, bolsas, roupas em geral, sapatos etc. Alternativas: algodão, canvas, náilon, vinil, ultrasuede, outros tecidos sintéticos.

Veja aqui uma lista de designers de moda que utilizam pele.


Lã (Wool.)

De ovelhas. Carneiros reprodutores e ovelhas “de lã” velhas são abatidos pelas suas carnes. Ovelhas são transportadas sem comida ou água, em extremo calor ou frio. Pernas são quebradas, olhos machucados etc. Ovelhas são criadas para serem lanudas de modo não natural, e a lã ondulada de modo não natural, o que causa infestações de insetos ao redor da cauda. A solução dos fazendeiros para isso é o doloroso corte da área ao redor da cauda. Ovelhas “inferiores” são mortas. Na tosquia as ovelhas são presas com violência e tosquiadas rudemente. Suas peles são cortadas. Todos os anos, centenas de milhares de ovelhas tosqueadas morrem por exposição ao frio. Predadores naturais de ovelhas (lobos, coiotes, águias etc) são envenenados, pegos em armadilhas e caçados. Nos EUA, a destruição do pasto de gado e de ovelhas está tornando mais de 150 milhões de acres de terra desertos. A produção de lã “natural” utiliza enormes quantidades de recursos e energia (para procriar, tosquear, transportar, abater etc. as ovelhas). Derivados: lanolina, graxa de lã, gordura de lã. Alternativas: algodão, flanela, fibras sintéticas etc.


Penugem (Down.)

Penugem isolante de ganso ou pato. De gansos abatidos ou explorados cruelmente. Usada como isolante em parkas etc. Alternativas: poliester e substitutos sintéticos, paina (fibra sedosa da semente de árvores tropicais).

Seda (Silk.)




Seda é a fibra brilhante feita pelo bicho-da-seda para formar seus casulo. Os bichos são fervidos em seus casulos para retirar a seda. Usada em roupas. Tafetá pode ser feito de seda ou náilon. Alternativas: náilon, paina, seda sintética.




Fonte: Traduzido e adaptado do site PETA – People for the Ethical Treatment of Animals.
 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s